terça-feira, 26 de outubro de 2010

O Agente Duplo

Sempre em cima do muro, em cima da corda, no meio do mundo. Parece desafiar as leis da física, pertencendo a dois espaços ao mesmo tempo.

Servindo a dois senhores, dois ideais, duas nações, eis o nosso agente duplo homem de lugar nenhum, mas pertencente sempre a dois lugares ao mesmo tempo.

Porém, quando o Dia chegar (se é que Ele já não chegou), de que lado estará? Será que algum lado o aceitará?

Cuidado.
Um alvo em cima do muro fica facilmente exposto a qualquer investida.

Caras de um lado, bocas do outro, fuzis apontados para cima, um corpo estatelado em lugar nenhum.

Os peritos sobem para averiguar a situação e percebem: olhos vesgos.

4 comentários:

Ana Andreolli disse...

pq vc sumiu?

nao abandone o blooooog

=p

nem ao meu... o/

João Gilberto disse...

Que o agente tenha cuidado, alguns de nós têm boa mira.

Até mais doutor.

Maíra D. disse...

"olhos vesgos"

sério, eu simplesmente achei incrível esse diagnóstico.

beijo!

Rute Vieira disse...

Mas, a gente (assim, separado), tem também essa coisa de sermos dois às vezes.