sexta-feira, 28 de maio de 2010

Todo Homem tem Direito ao Silêncio

Bem, o fato é que enrolei muito para escrever esse texto, que já estava em minha cabeça havia mais ou menos uma semana, semana e meia, desde que eu li o texto "Toda Mulher tem o Direito de Surtar".
Quando eu li tal texto, imediatamente me veio a reflexão "e os homens também não têm direito de surtar"? Ao passo que eu descobri, somente concordando com o que a autora do texto já tinha exposto, que não. Os homens não tem direito de surtar.
Mas, calma, cuecada. Ao passo que nossas mães, irmãs, amantes, esposas, namoradas, e afins, têm o direito mestre de surtar, nós temos, meus amigos, o direito ao silêncio.
A princípio, meus caros, podemos até pensar que o silêncio pode ser uma arma vazia e pouco desestressante e destruidora, perto do surto feminino. Entretanto, nosso silêncio pouco tem de vazio. Nosso silêncio é forte, cheio de significado, e muitas vezes fala mais que a bomba atômica do surto.
1- Nós não precisamos de escândalos.
Depois daquele dia estressante no trabalho, em que chegou uma pilha de formulários, a tinta do carimbo acabou, a impressora quebrou, o computador pegou um vírus daqueles e a secretária veio com uma saia minúscula com o fim único de nos provocar e nos fazer perder a concentração, chegamos em casa só o lixo. Isso, meus amigos, o lixo; a melhor palavra que nos definiria.
O púbico feminino assim, como nós, tem dias semelhantes. (Retire daí a parte da secretário, por favor). Entretanto, ao chegar em casa, elas iriam espernear, com todo o direito, e nos xingar, a tv, fazer as crianças (as pobres crianças) chorarem o escândalo decorrente do dia mal. Nós? Chegaríamos em casa calados. Jantaríamos calados. Brincaríamos com os meninos calados e, ao chegar na cama calados, com um de indiferença e "tudo bem", talvez, quem sabe, não ganhássemos o carinho que tanto esperamos receber o dia todo. Acordamos com um sorriso tímido no dia posterior e, o que é melhor, sem maiores estragos.
Ponto para o silêncio.
2 - O silêncio é matador.
Fila de supermercado. Meia hora esperando pelo atendimento naquele que deveria ser o chamado "caixa rápido". Imagina aquele seu dia anterior, descrito acima, terminando nessa situação de agora: quando chega sua vez, depois da [mal]dita espera, chega um infeliz, e coloca as compras na sua frente. Oh, Deus.
Elas? Tocariam no ombro do pobre coitado e descarregariam o stress, dizendo impropérios contra a pessoa do infeliz e contra o maldito supermercado. Eles? Pegariam as compras do infeliz, as colocariam de volta no carro dele, e olhariam para cara dele, fechando os olhos, vagarosamente... ameaçadoramente... enquanto passa as suas compras, de direito, no caixa. Pronto, uma mensagem dada eficazmente.
3 - Usando o silêncio para conseguir algo.
Para encerrar, já entendemos que a função do surto é basicamente desestressar e lavar a alma do público feminino. Já o silêncio masculino, além de servir ao desestresse, tem uma função educadora e, até mesmo, sedutora.
Porque tem dias em que você, meu amigo, está caladão. Caladão como está, influi uma aura inexplicável de poder. Com seu olhar firme e seu bico calado, vai à Roma. Indo Roma, consegue tudo que quer.
Um fenômeno inexplicável.
Sexta-feira, estão todos eles no bar. Bebendo, contando suas história da semana. De repente, a morena passa. Todos, olham, todos comentam. Um deles, não. Está calado, sem contar muita coisa desde o começo da conversa. A morena tem amigas, não tão tais como ela. A mesa se junta, a conversa rola e ele lá, caladão. Ela olha, se intriga com o personagem. Para de prestar atenção as investidas dos outros, e o olha, o sonda. O que está por trás do silêncio, o que? Ela se aproxima e vai desvendar o silêncio.
Porque o silêncio, meus caros, as vezes vem cheio de significados.
ps.: às minhas caras leitoras, necessito dizer, que eu sou longe de ser machista e coisa e tal. Isso é somente uma brincadeira, que eu faço comigo e meus amigos, que vez por outra nos encontramos calados, na nossa, sem mesmo saber o que fazer. Explico que o silêncio dos tais não é sem razão, para todos(as) que queiram entender. Sei que tanto as mulheres também sabem ser significativamente silenciosas e os homens sabem ter seus dias de surto. Tudo como tem que acontecer.

17 comentários:

. ρe₫πŎ ° disse...

Concordo com cada linha do que foi dito. Enquanto o mundo grita por atenção, o silêncio a tem na mão.

haha

Nathi disse...

O silêncio me mata.

Yuri Padilha disse...

Eu gosto de silêncio.

João Gilberto disse...

Eu acho as mulheres mestras do silêncio, calada conseguem tudo aqui que querem.

Muito bom esse texto doutor.

Valeu.

Nathi disse...

Então acho que tenho que usar mais esta arma.

Rute Vieira disse...

Meus surtos são silenciosos.
É que eu surto pra dentro.

helena_! disse...

Eu gosto do silêncio que vem depois do surto. Esse é matador.

=]

GABRIEL, gustavo disse...

E sendo matador, é o pior, cara Helena.

Ela disse...

vocês (homens) com esse silêncio são lindos demais.
dá vontade até de dar um murro em vocês, por serem tão amados.


li o texto e sorri, em silêncio.

Maíra D. disse...

O silêncio é uma arma sutil, junto com olhares distantes se torna intrigante.
Mas a justificativa do sucesso dos silenciosos é exclusivamente a curiosidade alheia.

*LIS disse...

haha adorei o texto!
Super engracado e tudo mais, e essa de o silencio ser sedutor e algo extremamente verdadeiro e muito dificil de conseguir... porque quando se quer conquistar, quer se mostrar e falamos sem parar.

Pensei desde o comeco que voce fosse tocar no ponto alto do silencio masculino, sua principal funcao: em uma briga, enquanto a mulher grita, gesticula e fala tudo tentando atingir o sexo oposto, nao ha nada mais ultrajante do que o silencio (que aparenta indiferenca) do homem.

=D

Beijo!

Ana Andreolli disse...

E o que pode acabar com o encanto, é justamente a quebra do silêncio... Belo texto...

Virna disse...

hifoidsaofiasdhfoisdhfosidfhsofihsdofishfoiHWOPDFAOHGPDFOHASGPOHSPFGOHAPSOFGHPSAODHGAPOSDHGPASOHDGPASOGHAPOSHGUIAEWRFYW0EOIHFAJADSHCZ9X Y0 097we-r0

Ri muito!!

marcus dutra disse...

Sim, meu querido. Um bico calado vai a Roma.

E eu gostaria de lembrar que os surtos do homem existem. São poucos, rápidos, e altamente eficazes.

xD

Bia disse...

tenho TRAUMA de silêncio.
prefiro MUITO mais um surto, uma briga, um tapa na cara, que o maldito silêncio.
maldade

Athila Goyaz disse...

Nossa, muito bom!

Nicarla Moura disse...

hahaha adorei seu blog, adorei esse post. Vou seguir.